08 outubro 2006

SOCIALISMO versus DEMOCRACIA ?



Hugo Chávez: "Lula é obrigado a ganhar e ganhará"


O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou nesta sexta-feira que seu colega Luiz Inácio Lula da Silva vai vencer o segundo turno da eleição presidencial no Brasil, previsto para o próximo dia 29 de outubro. Durante um discurso em Caracas, Chávez disse que "Lula vai contra-atacar, não pode perder. Você sabe, está obrigado a ganhar e ganhará".
Lula, que enfrentará no segundo turno do candidato Geraldo Alckmin, aparece na última pesquisa com 50% das intenções de voto, contra 43% para o candidato tucano. Venezuela e Brasil têm importantes relações econômicas, incluindo os negócios entre a Petrobras e a estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA).
O Brasil também é sócio da Venezuela no faraônico projeto do grande gasoduto do sul, para levar o gás venezuelano a diversas regiões do Brasil. Na terça-feira passada, após o resultado do primeiro turno, Chávez felicitou Lula por sua vitória, mas lamentou a realização do segundo turno.
"Felicitamos nosso amigo Luiz Inácio Lula da Silva que venceu o primeiro turno, apesar de nossa esperança de que não haveria o segundo turno". Depois de esclarecer que não quer interferir nos assuntos internos de outros países, Chavez, que discursava para estudantes venezuelanos, pediu que refletissem sobre os resultados das eleições brasileiras.
"Lula teve quase 49%, com 50,1% teria vencido. Faltou a ele menos de dois pontos. Outros candidatos se lançaram pela esquerda também, mas o que fizeram? Nada. Jogaram pelo inimigo e tornaram as coisas mais difíceis para o companheiro Lula".
Chavez, que também tenta a reeleição, no próximo dia 3 de dezembro, prometeu no sábado passado liderar a Venezuela por muitos anos: "Vamos de 2007 a 2021: 14 anos de batalha nos esperam, 14 anos de construção da pátria nova, 14 anos de construção do socialismo venezuelano do século XXI".
O presidente venezuelano anunciou que realizará uma reforma constitucional para aprovar a reeleição por tempo indefinido.

AFP


Somente pelo fato de ser da “vontade” do ditador venezuelano, a vitória de Lula já seria excrescente.

Mas é óbvio que não é só por causa disso que ele deverá ser derrotado. Poucos sabem sobre o tal projeto do gasoduto que atravessará a Amazônia brasileira de norte a sul e os riscos que tal empreitada representará para o meio ambiente e para, e principalmente, a soberania nacional.

Tratado como um verdadeiro “segredo de Estado”, tal obra é mais interessante para a Venezuela, detentora das maiores reservas da América do Sul e com imensa demanda exportadora; na verdade o gasoduto Venezuela – Brasil – Argentina é mais uma artimanha golpista do ditador venezuelano na sua insana tentativa de impor a criação da União das Repúblicas Socialistas da América Latina – URSAL, cuja liderança lhe foi concedida pelo “guru” Fidel Castro – o decadente, “ícone” da esquerda latino-americana.


O risco que corre o Brasil, ante a manutenção do lulo-petismo, se mostra evidente nas próprias palavras do “companheiro Chavez”, o qual não esconde sua meta de perpetuação no poder através de uma “assembléia constituinte revisora”, onde o seu mandato poderá ser estendido por mais 14 anos.

Isso mesmo – 14 anos – até 2021 !


Quem não se lembra do “nosso Guia” dedicando rasgados elogios ao companheiro Chavez, aquele que segundo ele, em seu país havia “democracia em excesso” ?
Que tal então esta tentativa de perpetuação no poder ? Seria porventura uma forma de “perpetuação da democracia” ?


Qualquer semelhança desta atitude de Chavez com a proposta de Lula em convocar uma “Assembléia Constituinte Revisora” no Brasil, conforme se viu no início de setembro, é “mera coincidência” (?).

Estas são as razões, aliadas a outras tantas já conhecidas, que se impõem para que o Brasil se livre de mais uma ditadura, ou alguém ainda teria como defender o contrário?

Estados democráticos admitem, e até pressupõem, segmentos ou associações socialistas na sua composição, mas a recíproca é verdadeira ?


Àqueles que porventura achem que estamos no caminho certo, que “o fim justifica os meios”, que mentir, roubar, desviar, trair, assassinar, dissimular são apenas erros e que “nunca na História deste país se fez tanto...” , que comece respondendo uma pergunta simples: como se associam socialismo e democracia ?

4 Comments:

Blogger Saramar said...

Oi Alexandre, boa tarde.
Só cego não vê para onde estamos caminhando. Basta ver quem manda no Min. das Relações Exteriores, aquele perigosìssimo aliado de Castro, há muitos anos e que vive de ditadura em ditadura, reforçando o apoio ao Lula da Silva.
O povo brasileiro precisa abrir os olhos imeditamente.

beijos e boa semana para você

2:32 PM  
Anonymous Thomaz Magalhães said...

Esse gasoduto tem a cara ignorante de Chávez,Evo e Lula. Uma obra bem dita ignorante, diante do futuro declinante dos combustíveis fósseis. As "equipes" desses apedeutas não lêm nem periódicos como o Almanaque Abril.

3:45 PM  
Anonymous Star said...

Alexandre,

Lula já era, hoje no debate se mostrou velho, cansado, voltado para o passado, acuado e sem respostas.

Alckmin venceu o debate e vai vencer nas urnas, Chavez vai ficar sozinho falando no vazio, a "américa latrina" que ele pretendia liderar esta longe dos rumos que ele pretendia, só conseguiu ate agora empossar o índio doido.

Boa semana,

Beijo

12:56 AM  
Blogger Moita said...

O chaves quer a vitória do Lula pra continuar liderando a América do Sul.

"Nunca antes na história desse país" um presidente brasileiro deixou de liderar os desejos e os projetos da AS.

Mudando de assunto.

O roubo dos aplausos já está repercutindo mal na imprensa mundial. Que vergonha!

10:55 AM  

Postar um comentário

Links para este post:

Criar um link

<< Home