20 setembro 2006

"ÓIA O NIVER..."


LIVRO SOBRE LULA... QUE NÍVEL!

É esse "o estadista" que os brasileiros querem reeleger?

Dez trechos do recém-lançado livro "Viagens com o Presidente", .

O livro foi escrito pelos jornalistas Eduardo Scolese (Folha de SãoPaulo) e Leôncio Nossa (Estadão) que atuam no Comitê de Imprensa do Palácio do Planalto.
Os episódios sucedem-se aos montes no relato feito pelos dois jornalistas de algumas das 423 viagens que Lula fez desde sua posse até abril passado, das quais 91 para o exterior. Em 36 meses de governo, Lula visitou, em média, um município a cada quatro dias.

1. Nas viagens internacionais, logo no início do trajeto de volta ao Brasil, Lula costuma chamar o Ministro Celso Amorim e um Oficial da Aeronáutica à sua cabine e, com a ajuda de um grande mapa-múndi, trata de ficar imaginando quais poderiam ser os próximos paises a serem visitados. A rotina, então, é questionar Amorim sobre as características dos países apontados por ele no mapa e ao militar pergunta a respeito das questões técnicas das rotas imaginadas, como escalas e trajetos viáveis à aeronave.

2. Numa tarde de calor infernal, o presidente Lula estava suado, abraçando e beijando admiradores numa cidadezinha da Bahia, e pediu uma toalha, com urgência! O ajudante de ordens ouviu e saiu meio desajeitado, lento, e Lula, irritado, comentou: "Olha o bundão, lá vai o bundão pegar a minha toalha". Ninguém estranhou. O governo mal começava, mas o descaso com as boas maneiras já era rotina no Planalto.

3. "- Cadê as cartilhas, porra?" Esbraveja o Presidente da República. O ajudante de ordens tenta se desculpar. O Presidente está uma fera, elevando o tom da voz na frente de todos. Vermelho de raiva, Lula grita ao funcionário: "-Como é que não trouxe as cartilhas, seu incompetente?"

4. Tá vendo? Eu não tenho mesmo curso superior, mas quem carrega papel para mim tem... todos eles têm curso superior, disse Lula a um ministro, depois de receber um discurso das mãos de um assessor.

5. Numa audiência com a Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, na época em que o governo começava a discutir a transposição de parte das águas do Rio São Francisco, o presidente ouve atentamente a opinião contrária dela e os argumentos favoráveis dos técnicos das empreiteiras. Após ouvi-la, Lula consola a Ministra: "-Marina, essa coisa de meio ambiente é igual a exame de próstata, não dá para ficar virgem a vida toda. Uma hora eles vão enfiar o dedo no cu da gente. Então, companheira, se é para enfiar que enfiem logo!"

6. No final do primeiro ano de governo, Lula vai ao Egito e visita o Museu do Cairo. Naquele dia, o primeiro comentário ocorre quando é informado de que a tumba do faraó Tutancâmon foi a única entre as dos imperadores egípcios a resistir aos ataques de saqueadores: "- Veja desde quando vem o crime organizado!" A seguir, é a vez da primeira-dama soltar a sua apreciação, ou ouvir do guia que os egípcios seguiam setenta mandamentos, e não apenas dez: "-Imagine, setenta. É muito pecado!"

7. Lula, durante viagem ao Japão, a um assessor que queria fazer-lhe um relato das atividades da CPI dos Correios, nesse dia: "-Deixa eu te dizer uma coisa, meu caro. É o seguinte. Se você tiver que dar uma noticia ruim a um companheiro, não faça isso à noite, pelo amor de Deus. Se tiver passado das nove da noite, primeiro que não vai ter tempo para resolver mais nada naquele dia, e segundo, você ainda vai fazer o favor de estragar o sono do companheiro. Ele não vai conseguir dormir mais com aquela coisa martelando na cabeça." O Presidente olha o assessor e solta mais uma preciosa dica: "-Ah, e de preferência também não dê uma notícia ruim a um companheiro pela manhã. Não dê, não dê. Isso vai fazer o companheiro começar o dia num baita mau humor. É horrível!"

8. Na viagem que fez à Bolívia em janeiro de 2006, Lula fica irritado ao ler um artigo de jornal que aponta algumas falhas na política agrária do governo federal: "-Tem que mandar esse cara aqui tomar no cu. A gente aumenta o número de contratos da agricultura familiar, faz uma reforma agrária de qualidade e investe no agronegócio e ainda tem que ler isso aqui?" - Ao notar o silêncio dos assessores, Lula prossegue o ataque." - Num caso como esse não tem jeito, meus caros, não tem jeito. Tem que mandar tomar no cu mesmo, não tem outro jeito."

9. Numa sessão de cinema, no Palácio da Alvorada, num dos raros momentos em que o Presidente se dispõe a bater papo com senadores e deputados, ele foi questionado, em tom de brincadeira, pela senadora Ana Julia Carepa, do PT paraense. "- Presidente, diga para nós. O que existe de fato entre o senhor e o governador sergipano João Alves?" Lula: "-Eu sempre quis foder o João Alves. Já fiz aliança com todo mundo lá, com o Albano Franco, com o Almeida Lima. Eu faço aliança com qualquer um para foder o João Alves. Esse eu quero foder de qualquer jeito."

10. Na suíte presidencial de um hotel de Georgetown ao receber de um assessor o texto do discurso que fará sobre o combate mundial à fome. Diante do Ministro Celso Amorim e de funcionários do Palácio do Planalto e do Itamaraty, o presidente folheia rapidamente a papelada e arremessa a metros de distancia: "-Enfiem no cu esse discurso, caralho! Não é isso que eu quero, porra! Eu não vou ler essa merda. Vai todo mundo tomar no cu!!!"

E alguém pretende reelegê-lo? Deveriam ter vergonha.


"Quando os HOMENS vivem sem uma AUTORIDADE para impor RESPEITO, a VIDA se transforma numa GUERRA de todos contra todos! Não há lugar nem para o TRABALHO, pois seus frutos são incertos. E o que é pior: haverá sempre o MEDO e o RISCO da morte violenta. A VIDA do HOMEM é pobre, triste, sem esperanças, BRUTA, e curta!"


THOMAS HOBBES

7 Comments:

Blogger LCMarques said...

Virou e-mail para meus contatos espalharem...
Onde vamos parar se as pesquisas estão corretas? Onde?

12:04 PM  
Blogger Saramar said...

Alexandre, excelente post, como sempre.

Triste país, cujo mandatário é um poço de ignorância e goresseria.
Sinto-me envergonhada, cada dia mais de haver contribuído para tal situação.

Beijos
P.S. Estou em viagem e por isso, meio desaparecida.

5:18 PM  
Blogger Claudia said...

Quod tibi fieri non vis, alteri ne feceris.

Esta lei, pelo menos, vale para todos.

5:52 PM  
Anonymous Blogue da Magui said...

Ele tem razão porque ganha de quem tem cultura e é venerado pelos gênios da USP.È endeusado por doutores e mestres. Eu nunca votei nele mas acho que tem mesmo que mandar esses bundões tomar mesmo no cu.

1:04 PM  
Blogger Kafé Roceiro said...

Rapá,
Achei uma doideira esse texto. Fiquei perplexo com a falta de equilíbrio do sujeito. Ninguém merece, fala sério! Ou de repente, merece, né? abraço, amigo...

4:52 PM  
Blogger Nat said...

Querido Alexandre, repito aqui a frase-incentivo do meu bloguinho, de Rui Barbosa:

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.

Está é nossa atual realidade!

Ps: imagine o crescendo de incontinência verbal do Macunaíma Gump nos últimos dias. Os ouvidos de TODOS os brasileiros tevem ter virado (mesmo que de forma imperceptível) pestilentos penicos.

10:22 PM  
Anonymous Vera said...

Boa noite Alexandre! I-M-P-E-R-D-Í-V-E-L! Veja essa: tem diabo do primeiro mundo, do terceiro mundo e do submundo!!! Ahahahahah VEJA LÁ!:-) bjs

11:35 PM  

Postar um comentário

Links para este post:

Criar um link

<< Home