27 outubro 2006

SINTO VERGONHA DE MIM


Sinto vergonha de mim
por ter sido educador de parte desse povo,
por ter batalhado sempre pela justiça,
por compactuar com a honestidade,
por primar pela verdade
e por ver este povo já chamado varonil enveredar pelo caminho da desonra.


Sinto vergonha de mim por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia,
pela liberdade de ser e ter que entregar aos meus filhos,
simples e abominavelmente,
a derrota das virtudes pelos vícios,
a ausência da sensatez no julgamento da verdade,
a negligencia com a família, célula-mater da sociedade,
a demasiada preocupação com o "eu" feliz a qualquer custo,
buscando a tal "felicidade" em caminhos eivados de desrespeito para com o seu próximo.


Tenho vergonha de mim pela passividade em ouvir,
sem despejar meu verbo,
a tantas desculpas ditadas pelo orgulho e vaidade,
a tanta falta de humildade para reconhecer um erro cometido,
a tantos "floreios" para justificar atos criminosos,
a tanta relutância em esquecer a antiga posição de sempre "contestar",
voltar atrás e mudar o futuro.


Tenho vergonha de mim pois faço parte de um povo que não reconheço,
enveredando por caminhos que não quero percorrer...


Tenho vergonha da minha impotência,
da minha falta de garra,
das minhas desilusões e do meu cansaço.


Não tenho para onde ir pois amo este meu chão,
vibro ao ouvir meu Hino
e jamais usei a minha Bandeira para enxugar o meu suor
ou enrolar meu corpo na pecaminosa manifestação de nacionalidade.


Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo brasileiro!


De tanto ver triunfar as nulidades,
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus,
o homem chega a desanimar da virtude,
a rir-se da honra,
a ter vergonha de ser honesto.

Ruy Barbosa

9 Comments:

Blogger Angelo da C.I.A. said...

Genial!
Que coisa, dia desses escrevi que me orgulhava por ser minoria num país de cretinos. Agora leio este texto de Ruy Barbosa. Mais um conforto para minha consciência.

Abraços,
Ângelo

9:27 AM  
Blogger Kafé Roceiro said...

Veio a calhar tão belo texto, como nosso momento inacreditável! Eu realmente começo a achar que o Lula merece o povo e o povo merece o Lula. Mas espero domingo dia 29 para conferir! Tudo é muito duvidoso... Inté, amigão! Ocê é um cabra batalhador e forte! Vamo pescá!

9:50 AM  
Blogger Pata said...

Realmente é muito bonito esse texto.

Quando "a coisa" diz que todos são iguais, não sei se tenho vergonha ou se tenho nojo de fazer parte de um povo identificado com tanta bandalheira.

9:34 PM  
Anonymous Cleide Canton said...

Apenas para informar-lhes que este texto poético Sinto vergonha de mim não foi escrito por Ruy Barbosa e sim por mim, Cleide Canton. De Ruy é apenas a citação final ( MUITO CONHECIDA) que coloquei entre aspas, no original. Verifiquem e corrijam, por favor, em respeito aos Direitos Autorais. Para ler o original, escrito em 03/09/2006, acionem:
www.paginapoeticadecleidecanton.com/sintovergonha.htm
Grata pela atenção
Cleide Canton

7:57 AM  
Blogger José Milton said...

Caros Amigos
Sugiro que retirem a foto do Rui Barbosa do início do texto e atribuam as autorias corretas (o poema é de Cleide Canton e a citação "De tanto ver triunfar..." é de Rui barbosa. Como está, o leitor é induzido a pensar que é tudo de Rui barbosa.
Gratos
José Milton bertoco

8:49 AM  
Blogger José Milton said...

Caros Amigos
Sugiro que retirem a foto do Rui Barbosa do início do texto e atribuam as autorias corretas (o poema é de Cleide Canton e a citação ("De tanto ver triunfar...") é de Rui Barbosa. Como está, o leitor é induzido a pensar que é tudo de Rui barbosa.
Gratos
José Milton Bertoco

8:50 AM  
Anonymous Anônimo said...

Caros Amigos
Sugiro que retirem a foto do Rui Barbosa do início do texto e atribuam as autorias corretas (o poema é de Cleide Canton e a citação ("De tanto ver triunfar...") é de Rui Barbosa. Como está, o leitor é induzido a pensar que é tudo de Rui Barbosa. Já mandei vários e-mails sobre o assunto, que são ignorados: sinto vergonha... mas não de mim!
Gratos
José Milton Bertoco

8:00 AM  
Blogger pegorer@tochegando.com said...

DE fato eu também fui confundido à princípio, mas a autoria é da Cleide Canton

8:41 PM  
Anonymous Anônimo said...

Inѵestigаnԁo inіcіalmente eгa еste materіal especialmente usando o
Google quando еu troρecеi em seu web-sіtе.
Uma gгanԁe quantidadе ԁе сontеúdο bгilhаnte аquі.
Inquestiоnavelmente um parа os mеus
fаvs. Јogаr
Feel free to surf my website ; procuro um amor q seja bom pra mim

2:14 PM  

Postar um comentário

Links para este post:

Criar um link

<< Home