16 dezembro 2006

"FELIZ (?) ANO VELHO..."


"O PTB é que me dá cobertura. Ele (refere-se a Roberto Jefferson) me dá cobertura, fala comigo, não manda recado. (...) Eu não faço nada sem consultar. Tem vez que ele (Jefferson) vem do Rio de Janeiro só para acertar um negócio. Ele é doidão!"
Maurício Marinho, explicando sob ordens de quem arrecadava propinas dentro dos Correios.

"Estive com ele (Marinho) três ou quatro vezes, foi a meu aniversário no ano passado com Antônio Osório Batista, esse sim, meu companheiro de partido, por quem coloco a minha mão no fogo."
Roberto Jefferson sobre Maurício Marinho.

"Não sou mais o troglodita, uma espécie de fantasma da ópera, fantasma da Câmara. Usei revólver na cintura, pratiquei tiro ao alvo a minha vida toda. Eu era um troglodita, sim. Descobri isso na terapia que fiz para fazer a cirurgia (de estômago, para redução de peso). Hoje, melhorei, estou muito mais sereno, mais calmo. Hoje eu canto ao invés de dar tiros".
Roberto Jefferson em discurso no plenário.

"Faço isso mesmo que o partido diga que nessa circunstância não serei candidato".
Senador Eduardo Suplicy (PT-SP), sobre sua assinatura no pedido de abertura da CPI dos Correios.

"Ele é um caso à parte. É hors-concours. Um político tão importante fazer isso... Estranho, né? Ele é um pouco estranho, mas é assim mesmo."
José Dirceu, sobre Suplicy ter assinado pedido de abertura da CPI, contra orientação do partido. Os outros políticos do PT que fizeram o mesmo foram punidos.

"O Zé [Dirceu] deu um soco na mesa: ‘O Delúbio está errado. Eu falei para não fazer'
Roberto Jefferson, sobre a reação do então ministro da Casa Civil quando foi alertado do "mensalão".

"Eu vi que o governo agiu para isolar o PTB. Vai ter que sangrar a cabeça de alguém na guilhotina, tem que haver carne e sangue aos chacais. A VEJA falou que sou o homem-bomba. E o que você faz com a bomba? Ou desativa ou faz explodir. Estou percebendo que estão evacuando o quarteirão, e o PTB está ficando isolado para ser explodido."
Roberto Jefferson, em entrevista à Folha, no dia 6 de junho de 2005.

"O PT desconhece esse assunto, nunca ouvi falar sobre ele, portanto nós estamos repudiando esse tipo de acusação conta o PT."
Presidente nacional do PT, José Genoino, sobre a existência do mensalão.

"Cortaremos na própria pele se necessário."
Lula, em sua primeira declaração depois das denúncias sobre o mensalão.

"O companheiro Delúbio tem o nosso apoio, a nossa confiança."
José Genoino, quando as denúncias do mensalão caíram sobre o tesoureiro do PT.

"Nesses mais de 30 anos de militância política, não acumulei vantagens."
Delúbio Soares, tesoureiro do PT.

"Esse dinheiro chega a Brasília, pelo que sei, em malas. Tem um grande operador que trabalha junto do Delúbio, chamado Marcos Valério, que é um publicitário de Belo Horizonte. É ele quem faz a distribuição de recursos."
Roberto Jefferson

"Ele está tentando se fazer de vítima, mas é preciso lembrar que ele é reú. Ele réu nesse caso."
José Dirceu sobre Roberto Jefferson.

"Foi como se ele recebesse uma facada. O presidente chorou, se levantou, me deu um abraço e me mandou embora. Vi um inocente desabar. Um homem de bem, simples, correto, que se sentiu traído."
Roberto Jefferson, sobre a reação de Lula ao ouvir sobre o mensalão.

"Zé Dirceu, se você não sair daí rápido, vai fazer réu um homem bom. Sai rápido, Zé!"
Roberto Jefferson, em depoimento ao Conselho de Ética.

"Agora vou para a Câmara, vou para o PT e vou para o Brasil, percorrer o País para prestar contas à sociedade e mostrar as realizações do governo Lula."
José Dirceu, em discurso em que anunciou sua saída do Ministério da Casa Civil.

"Quem não ouviu falar (no mensalão)? Nas rodas de jantares, nas rodas de bares, no fundo do plenário. Eu apenas destampei, mas quero dizer que a bancada do PT não tem nada a ver com isso. Foi uma decisão de cúpula e eu entendo o motivo. É mais fácil alugar o deputado do que repartir compromisso de governo, pensar projeto de poder. É mais fácil."
Roberto Jefferson

"Depois que começar, ninguém segura. Todo mundo falava abertamente. Não tem volta. E eu vou ser o primeiro a ser cassado. Mas eu já sublimei o mandato. Cansei da política. Vou cantar, gravar um CD."
Roberto Jefferson, depois de pedir afastamento da presidência do PTB.

"O que ela quer são cinco minutos de fama."
Valdemar Costa Neto, presidente do PL, em respostas as denúncias que a ex-mulher Maria Christina Mendes Caldeira fez dizendo que ele usava indevidamente o dinheiro do partido e teria ainda negociado doação de 2 milhões de dólares do governo de Taiwan para a campanha de Lula, sob comissão de 20%.

"Ninguém tem mais autoridade moral e ética do que eu para transformar a luta contra a corrupção não em bandeira, mas em uma prática cotidiana."
Lula, em discurso sobre as denúncias contra membros do governo e de seu partido.

"Eu tenho medo, pânico, do José Dirceu. Ele é um homem sem coração."
Roberto Jefferson, no programa Roda Viva da TV Cultura.

"Antes de sair, Marcos Valério passava no andar do financeiro e saía com uma mala, na qual acredito que havia dinheiro. As reuniões eram com o pessoal do PT."
Fernanda Karina Sommagio, ex-secretária da empresa de publicidade SMP&B.

"Se tem um governo que tem sido implacável no combate à corrupção, desde o primeiro dia, é o meu governo."
Lula

"Mabel disse que me daria 30 000 reais por mês. Poderia chegar até a 50 000."
Deputada Raquel Teixeira (PSDB-GO), sobre o convite que recebeu do líder do PL na Câmara, Sandro Mabel, para mudar de partido.

"Há fazendeiros que simplesmente não aceitam cheque."
Marcos Valério, alegando que fez grandes retiradas em dinheiro para compra de gado e cavalos.

"Era um entra e sai de homens... e a Simone dizia que não agüentava mais passar o dia contando dinheiro."
Fernanda Karina, ex-secretária de Marcos Valério, sobre as viagens do ex-chefe a Brasília com outra secretária, Simone Vasconcelos.

"Ganhei este dinheiro fazendo negócios com verduras na Ceagesp."
José Adalberto Vieira da Silva, assessor do deputado José Nobre Guimarães (PT-CE), irmão de José Genoino, ao tentar justificar os 450.000 reais em dinheiro com que tentava embarcar no aeroporto de Congonhas – 100.000 dólares estavam escondidos na cueca.

"Volto agora à rotina de um simples cidadão, o cidadão José Genoino Netto. E tenho de pensar agora como sobreviver."
José Genoino, ao anunciar sua saída da presidência do PT.

"Estou dizendo aqui que, na melhor das hipóteses, senhor Lula, o senhor é um idiota; na pior, o senhor é um corrupto. Chega dessa história de Lula não saber das coisas "
Arthur Virgílio (AM), líder do PSDB no Senado.

"O que o PT fez do ponto de vista eleitoral é o que é feito no Brasil sistematicamente."
Lula, sobre o uso do caixa 2 em campanhas do PT, durante visita à França em 2005.

"Fiz tudo sozinho."
Delúbio Soares, sobre esquema de empréstimos ilegais para financiar as campanhas do PT.

"Não sentes que os teus planos estão à vista de todos? Não vês que a tua conspiração todos aqui a conhecem?"
Osmar Serraglio, relator da CPI dos Correios, citando discurso de Cícero contra Catilina, um grande conspirador, durante depoimento de Delúbio Soares.

"Não vão jogar esta bomba no meu colo."
Marcos Valério, ao acusar a direção do PT de tentar lhe aplicar um calote.

"Não sou vítima nem cúmplice do meu marido. O sentimento que tenho é de que fui uma pessoa completamente passiva. Podia ter tomado mais participação nos negócios. Infelizmente, por opções que tomei, fiquei quieta em casa. Fui um pouco covarde."
Renilda Maria Santiago Fernandes de Souza, mulher do empresário Marcos Valério.

"Houve um aporte de recursos numa ação paralela de fortalecimento da campanha, para reversão do quadro, mas que não era uma coisa institucionalizada nem dentro do PSDB, nem na campanha majoritária do governo à reeleição."
Narcio Rodrigues, presidente regional do PSDB de Minas Gerais, admitindo esquema paralelo de financiamento da campanha de Eduardo Azeredo em 1998.

"Os membros do PL não podem ser responsabilizados pelo que foi praticado por mim. É minha única responsabilidade. Por isso, me despeço do Plenário com a humildade dos que erraram"
Valdemar Costa Neto, presidente do PL, ao renunciar ao mandato de deputado.

"É necessário que se separe com clareza gastos de campanha do "maldito mensalão."
Senador Eduardo Azeredo (MG), presidente nacional do PSDB, em comparecimento espontâneo à CPI dos Correios.

"Vossa Excelência provoca em mim os instintos mais primitivos."
Roberto Jefferson para José Dirceu, no Conselho de Ética.

"Me acusam de arrogância, mas eu nunca fui arrogante enquanto era ministro..."
José Dirceu

"Guardei aquilo para a acareação com o Zé Dirceu. E na hora, ele até falou fino."
Roberto Jefferson, sobre a acusação de o ex-ministro intermediar ajuda financeira da Portugal Telecom ao PT e PTB.

"É evidente que não vamos encontrar documentos escritos com a assinatura do presidente da República, mas é preciso?"
Senador Álvaro Dias (PSDB-PR), sobre o envolvimento de Lula com o mensalão.

"Lula não gosta de trabalho. Ele delegou o governo para o José Dirceu e foi viajar."
Do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ)

"Sabíamos que era de caixa 2, mas não tínhamos opção."
Duda Mendonça, responsável pela publicidade do governo, sobre o pagamento de prestação de serviços para campanha de Lula.

"Eu sei o que fiz e o que eu não fiz. E eu estou muito tranqüilo."
Antonio Palocci, ministro da Fazenda sobre acusação do advogado Rogério Tadeu Buratti, seu ex-secretário na prefeitura de Ribeirão Preto, de que recebia propina de 50.000 reais por mês da empreiteira Leão Leão.

"Não tem conversa. Não serei uma rainha da Inglaterra. O partido precisa de uma ruptura."
Tarso Genro, presidente do PT, sobre a permanência de José Dirceu na chapa que concorria è presidência do partido.

"Isso é uma mentira. Ele é um canalha, safado! Esse homem não merece as calças que veste."
Severino Cavalcanti, respondendo ao empresário Sebastião Augusto Buani, que alegou pagar 'mensalinho' de 10.000 reais ao presidente da Câmara.

"Não assinei, mas se assinei é um contrato normal."
Severino Cavalcanti, tentando explicar a assinatura no documento que beneficiou o empresário que explorava restaurante no prédio da Câmara.

"O presidente Lula é uma espécie de Genoíno na Presidência da República, não sabe o que lê, não sabe o que assina, não sabe o que faz. S.Exca. é o Genoíno do Planalto, e deu a mãos erradas, a Luiz Gushiken e José Dirceu, a confiança que o povo do Brasil depositou nele. S.Exca. errou. O meu conceito do Presidente Lula é que ele é malandro, preguiçoso... O negócio dele é passear de avião. Governar que é bom ele não gosta."
Roberto Jefferson, em sua defesa no plenário, antes da votação para a cassação do seu mandato.

"A 'elitezinha' insuflou contra mim seus cães de guerra, alimentando a versão caluniosa de um empresário que precisava encobrir suas dívidas com a Câmara."
Severino Cavalcanti em discurso de renúncia ao mandato de deputado pelo PP.

"Fui consultado por Ralf Barquete, a pedido do Palocci, sobre como fazer para trazer 3 milhões de dólares de Cuba. Disse que poderia ser através de doleiros. Sei que o dinheiro veio, mas não sei como."
Rogério Buratti, ex-assessor de Palocci, ao confirmar operação de ajuda cubana na campanha presidencial Lula.

"Eu peguei um avião de Brasília com destino a São Paulo com três caixas de bebida. Depois do acontecimento, fiquei sabendo que tinha dinheiro dentro de uma das caixas. Quem me disso isso foi Ralf Barquete. O valor era 1.400.000 dólares."
Vladimir Poleto, ao admitir participação no transporte de dinheiro para a campanha.

"Eu não me lembro de ter dados estas declarações. Mas se dei, elas são falsas, mentirosas e inverídicas."
Vladimir Poleto, em depoimento à CPI dos Bingos, sobre entrevista em que narrou detalhes de sua viagem de Brasília a São Paulo, na qual transportou as três caixas de bebida que continham - segundo ele próprio - 1,4 milhão de dólares, e depois negou tudo.

"Em todas eleições você fica com dívida para trás. Isso é natural. Procurei a pessoa que, no meu entendimento, tinha as condições efetivas de bancar as dívidas de campanha que ficaram para trás."
Anderson Adauto (PL), ex-ministro dos Transportes e prefeito de Uberaba (MG), em depoimento à CPI do Mensalão, no qual admitiu ter usado caixa 2 nas 11 eleições que disputou.

"Não me considero uma pessoa acima de qualquer suspeita"
Antonio Palocci, ministro da Fazenda, em depoimento na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.
"O Palocci é uma figura extremamente importante nesse momento político e econômico do Brasil. Por que mexeria no Palocci? Seria a mesma coisa que tirar o Ronaldinho do Barcelona."
Lula em entrevista a emissoras de rádio.

"Fristão, Fristão!"
Yves Hublet, de 67 anos, quando atacou o deputado José Dirceu a bengaladas na Câmara. Fristão é personagem da obra Dom Quixote, de Miguel Cervantes, descrito como um "diabo muito sábio" e um "feiticeiro mau", que também pode ser interpretado como "farsante”.

"Cheguei a um ponto em que a minha situação se transformou em agonia, em degola, em inferno, em fuzilamento político... Não quero misericórdia. Não quero clemência. Tenho repetido para cada um e cada uma de vocês: Quero justiça !"
José Dirceu, na tribuna da Câmara antes de ser cassado.

"São uns aloprados."
Lula, em referência aos assessores seus e do PT que foram presos pela PF comprando um falso dossiê.


(Nota do blog: jamais nos esqueceremos...)

9 Comments:

Blogger Suzy Tude said...

Alexandre, perfeito o seu post.
Nunca esqueceremos, e, como você acabou de fazr, precisamos estar lembrando sempre aos desmemoriados.
Vamos à luta!
Abraços

7:23 PM  
Blogger LCMarques said...

Deveria estar em outdoor's, em todos os recantos, para que boa parte da população relembre ou tome conhecimento da besteira que fez.

5:30 PM  
Blogger DELETADO said...

QUE POSTAGEM SENSACIONAL !!!!!
ADOREI !!!!!!

ESTOU DIVULGANDO TODOS OS BLOGS PARA Q TODOS SEJAM LIDOS POR TODOS

SE VC SE INTERESSAR PARTICIPE !!!

O SERVIÇO DE UTILIDADE BLOGAL ESTÁ ABERTO

http://ssrjupdatedblogs.blogspot.com/

ENTREM, LEIAM AS REGRAS E SE FOR DO SEU AGRADO, O ESPAÇO É DE TODOS!!!!

DIARIAMENTE TERÁ UM ESPAÇO PARA AS POSTAGEMS DO DIA, BASTA DEIXAR AVISADO !!!!!!!!!!!!

ESTOU TORCENDO PARA Q DÊ CERTO E NÓS NOS MULTIPLIQUEMOS !!!!!!!

1:15 AM  
Blogger David said...

Vou postar um link para seu textos lá em casa. Merece ser lido e lembrado.

8:12 PM  
Anonymous Tambosi said...

O diabo é que vamos ver este filme de horror de novo. Só fugindo deste Acampamento mesmo.

11:11 AM  
Anonymous Tambosi said...

O diabo é que vamos ver este filme de horror de novo. Só fugindo deste Acampamento mesmo.

11:11 AM  
Blogger Blogildo said...

Excelente retrospectiva. Algo fundamental num país de desmemoriados.

As frases do Dirceu são um primorrrrrr!

11:22 AM  
Blogger Suzy Tude said...

Alexandre, em lugar de uma postagem coletiva contra o aumento dos parlamentares do congresso, o que é só um dos sintomas do apodrecimento de nossas instituições democráticas (já podrinhas antes), para dar ao lula a oportunidade de seguir a escola chavista, sou mais este seu post...e olha, nessas ocasiões aqui postadas, não vi tanta indignação quanto agora. Se houvesse real indignação deveríamos estar protestando ainda hoje. É o que você está fazendo, e por isso mesmo, só posso lhe render minhas melhores homenagens.
Resumo: não vou fazer o jogo do inimigo.
Grande abraço

4:57 PM  
Blogger Saramar said...

Alexandre, boa tarde.
O post tem importãncia fundamental.
Não devemos esquecer, não podemos deixar passar as provas mais cínicas da verdadeira face desse governo (?).

beijos e minha admiração sempre maior.

5:26 PM  

Postar um comentário

Links para este post:

Criar um link

<< Home