19 maio 2006

O “DISCURÇO” DO ULTRA-ÉTICO



O "discurço" proferido pelo "ultra-ético" no último dia 17/05 em Goiânia foi risível.
Parecia que estava numa mesa de bar jogando palavras ao vento, entre uma e outra “beiçada na marvada” .

Atribuir a violência urbana, numa alusão aos recentes ataques do PCC em São Paulo, à falta de escolas e de educação é uma afirmação tão simplista e equivocada que só encontra escopo na claque contratada para aplaudí-lo. Da mesma forma que, num "arroubo de clarividência", profetizava que o dinheiro investido na construção de escolas seria uma melhor aplicação do que na construção de presídios.

Nossa! Que visão de "estadista"!

Com isso está "decretada" a criminalização da miséria, ou seja, imputa-se ao pobre e ao analfabeto ou semi-alfabetizado a responsabilidade pela violência e criminalidade - o que é uma tremenda falácia, além de , antes de tudo, ser uma tremenda injustiça.

Se assim fosse, países como a Índia e o Egito, que detém elevadas taxas de analfabetismo entre adultos, seriam potencialmente aqueles mais violentos, no entanto a criminalidade lá chega a quase zero.

Esquece, "o ultra-ético", que no Brasil, principalmente no atual desgoverno capitaneado pelo próprio, o Procurador Geral da República acaba de denunciar 40 criminosos "super educados", alguns com graduação e outros até pós-graduados.

Pela lógica enviesada deste imbecil, ‘elle’ mesmo seria um criminoso, pois não freqüentou a escola e, como inculto, estaria inserido no contexto do próprio "discurço".

Não há mais como ficarmos ouvindo impunemente estas zangurrianas boçais.

- Macunaíma Gump: nos poupe!

4 Comments:

Blogger Vinicius Factum said...

Bom dia, Alexandre!

Sobre a proposta de ser colunista lá no Blog, a minha intenção é que seja tema aberto (a critério de cada um)... Não foi a toa que linkei o seu site... Quanto aos dias, a princípio não pretendo estabelecer datas... No decorrer, a depender de quem permaneça sim.
Um abraço e aguardo matéria!

7:46 AM  
Anonymous Saramar said...

Alexandre, boa tarde.
É rídiculo como elle tenta jogar a culpa de qualquer ptoblema para longe dele.
Diz essas bobagens como se houvesse investido em educação, ao contrário dos outros, quando sabemos que nunca teve nenhum projeto saudável para a área de educação ou de segurança pública.
O que fez foi manter os recursos orçamentários presos para gerar o bendito superávit, à custa dos investimentos necessários.
É um cínico!

Beijos

1:05 PM  
Blogger Walter Carrilho said...

O Lula podia vender o aviãozinho dele e montar mais escolas. Ou desviar o valerioduto para a educação. Resolvia fácil!

2:03 PM  
Blogger LCMarques said...

Comentei na Saramar (Escrivinhações), o 'ético' perdeu a vergonha, tem que levar palmadas...

11:17 PM  

Postar um comentário

Links para este post:

Criar um link

<< Home