16 maio 2006

AH... OS VELHOS TEMPOS...

Imaginem vocês como deve estar se sentindo a geração dos anos 40, 50, 60 e - falem baixo - a ”velharada” dos anos 30.

Minha Nossa ! Vou morrer sem ter provado maconha, cocaína, crack, ecstasy. Por favor, acredite ! Juro por Deus que nunca senti sequer curiosidade em experimentar. Com todo o respeito a quem gosta, mas, minha bundinha ninguém comeu. Que absurdo, né ?

E, vencidos pelo cansaço, somos obrigados a conviver, a tolerar e até aceitar comportamentos desse tipo, que só sabíamos da existência quando se falava em Sodoma e Gomorra, ou da turma da decadente Roma antiga.

Vou me insurgir quando se tornar obrigatório!
Tem hora que dá vontade de chorar .


Olhem que covardia: tentem comparar os líderes de minha época com esses ”coisinhas” de hoje : Winston Churchil e Tony Blair, Franklim D. Roosevelt e George W. Bush, Charles De Gaulle e Jacques Chirac, Mahatma Gandhi e ... como é mesmo o nome do atual ?

É claro que todos tinham defeitos; alguns eram tremendos pilantrões enrustidos.
Mas pelo menos tinham carisma, deixaram seu nome na história.
E quando tiveram que defender suas pátrias, fizeram-no com o respeito de seus povos.
Até os vilões eram-no com V maiúsculo : Hitler, Stalin, Mussolini. Bota vilão nisso !

E os ditadores ? Peron, Selassié, Farouk, plenos da "aura mágica", algumas da pior espécie, mas, enfim, "aura".


Os mocinhos ? Bem, esses eram gente realmente esquisita : onde já se viu uma tal de Madame Curiè recusar o prêmio Nobel somente por princípios éticos.

E aquele doido do Albert Schweitzer, confinando-se na África a cuidar de negros leprosos .
Loucura, pura loucura.
Ah ! Que saudade de ir ao Maracanã para gargalhar, rir “às bandeiras despregadas” (viram a cafonice da expressão ?) vendo um jogador de uma equipe rival desmoralizando nosso time : GARRINCHA, alegria do povo.

Pois é, meus amigos, desculpem a caduquice desse velho tipo assim (que horror essa expressão – “tipo assim”) BABACA.

Vou lhes deixar um enigma para refletirem. Aliás não é de minha lavra mas de um amigo, professor de Filosofia, que o tem proposto a seus alunos.

Ei-lo : o Brasil acaba de conseguir auto-suficiência em petróleo. A cada dia vem dominando mais e mais tecnologias de ponta.
Tem terra “a-dar-com-o-pau” e água ainda com relativa fartura.
Por estes e por vários outros fatores deste tipo, nosso país está no limiar de se tornar uma potência de primeiro mundo.

A pergunta é a seguinte : que tipo de potência - DO BEM OU DO MAL ?

Vamos raciocinar juntos : com um legislativo corrupto, com um judiciário injusto, com um executivo altamente fisiológico liderado por um presidente autista e com uma polícia incapaz; o que nos espera, e aos nossos vizinhos, quando formos uma potência rica, senão uma cópia tupiniquim daquilo tudo de ruim que os Estados Unidos fizeram pelo mundo afora ?

É claro que tudo tem solução.

E que Bill Gates abençoe a todos.


(autoria desconhecida)

4 Comments:

Blogger Star said...

Alexandre,

Apesar do texto chegar a ser engraçado, dá vontade de sumir, e ainda tem gente que acredita na reencarnação e acha que o homem vem aqui para progredir espiritualmente.
Algo esta dando errado!!!

Calma Alexandre, de tudo que aparece nos noticiários da violência do Rio e de São Paulo, você retira 30%, o resto pode jogar fora que é pra dar índece no ibope e vender jornais.

Vou até discordar de você, apareceram aqueles do "direitos humanos", até fizeram uma missa na Sé, e espante-se! Pediram para que polícia que fosse firme, mas sem violência!!!

beijo

12:53 AM  
Anonymous vera said...

Tudo na vida tem explicação, nós é que desconhecemos... Em relação ao Brasil: tudo acontece no desgoverno de Lula. Quem mandou abrir as pernas para o Fidel, Chávez e Evo? Será que querem fazer do Brasil o centro do tráfico de drogas? Não se importam em derramar sangue de inocentes?. Sei lá, onde iremos parar... :-) Bjs

3:20 AM  
Blogger Walter Carrilho said...

Pois é, a palavra líder devia ser abolida. Não existem mais, com exceção das caricaturas...

11:13 AM  
Anonymous Saramar said...

Alexandre, boa tarde.
Coincidentemente estive pensando sobre, mais ou menos, isso.
Que tipo de figuras da nossa geração servirá de exemplo para nossos filhos? A quem irão citar como ícones? Isso é gravíssimo.
As gerações vindouras terão como exemplos apenas criminosos e aproveitadores egoístas e irresponsáveis.
Como nos tornaremos uma nação do bem se já não há homens a construí-la e sim ratos a roubá-la?

Beijos

2:42 PM  

Postar um comentário

Links para este post:

Criar um link

<< Home