12 maio 2006

QUE “BRINCADEIRA” É ESTA?


Sexta, 12 de maio de 2006, 13h39 Atualizada às 14h31
Não haverá negociação com ninguém, diz Linera

O presidente interino da Bolívia, Álvaro García Linera, afirmou hoje que o decreto de nacionalização do petróleo e do gás bolivianos "é muito claro" e que não haverá negociação com ninguém, de acordo com a Agência Boliviana de Informação. "Vamos cumprir, e as empresas tem que se adequar", disse.
Linera substitui o titular Evo Morales, que participa da 4ª Cúpula de Chefes de Estado e Governo da América Latina, Caribe e União Européia, em Viena. O presidente interino afirmou que, sobre a aceitação do decreto de nacionalização, o governo boliviano está disposto a dialogar sobre todos os pontos. "Há temas que tem de ser conciliados, mas a nacionalização não se negocia".
No entanto, o presidente interino da Bolívia acrescentou que "um espírito muito bom" foi encontrado nas empresas petroleiras, indicando que a Repsol YPF, Total e a Petrobras "estão aceitando as novas regras do jogo".

Sexta, 12 de maio de 2006 , 15:05
Morales anuncia reunião com Lula em Viena

O presidente da Bolívia, Evo Morales, baixou o tom de suas acusações contra a Petrobras nesta sexta-feira e disse que se reunirá amanhã, para um café da manhã, com o colega brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, "para assentar as bases" de um acordo sobre a nacionalização de hidrocarbonetos de seu país.
Morales anunciou o encontro em uma entrevista coletiva ao término da IV Cúpula da União Européia (UE), América Latina e Caribe, na qual aumentaram as diferenças entre ambos os Governos quanto às operações da estatal brasileira na Bolívia.
Na ocasião, Morales disse que não está expulsando do país a Petrobras e nem a espanhola Repsol e que, ao contrário, a Bolívia "precisa de sócios" para seu setor energético.
Morales disse que os meios de comunicação interpretaram de maneira equivocada suas declarações anteriores sobre a Petrobras, sobre a empresa ter operado na Bolívia com contratos ilegais.
O presidente boliviano disse desconhecer a suposta "indignação" de Lula por suas acusações de que a Petrobras operava ilegalmente na Bolívia e estava implicada em contrabando. "Disseram que (Lula) está indignado, mas nós também poderíamos ficar indignados com as empresas que exploram nossos recursos naturais", declarou Morales.

(Redação Terra)

O quê é isso?
Com quem ou com o quê estamos lidando?
E se amanhã a Bolívia “decretar” que irá anexar o estado do Acre ao seu território?
A fanfarronice trêfega do Macunaíma Gump já extrapolou as órbitas do irrazoável.

Paciência tem limite.

3 Comments:

Blogger LCMarques said...

Só posso pensar em formação de quadrilha e cumplicidade.
O 'ético' não foi eleito para se associar às republiquetas da América do Sul, desgovernar o Brasil e nos tornar refém do seu populismo e militância nefasta.
Êle nem permite que seja questionado, que possamos saber o que se passa na sua cabeça, se é que isso é possível, o povo elegeu uma plataforma de governo e agorâ assiste candidamente ele fazer o que quer do Brasil. Ele não é dono do Brasil, deve satisfações à população e principalmente quem o elegeu.
Foi um verdadeiro estelionato eleitoral. E cada dia mais fico preocupado com o que vem por aí, está parecendo que ele orientou ao 'cocalero' para culpar a imprensa.

12:53 AM  
Anonymous vera said...

O que podemos esperar, após essa amizade que deu no que deu? E a lama continua... :-) Bjs

11:02 PM  
Anonymous Anônimo said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it Cheap online viagra Dental and disinfectant and cleanser Patent eglarza chincoteague pony tshirts carbon fiber angel eye projectors Why is my computer so slow vicodin tab vicoden overnight American century auto insurance t-shirt teddy bears Chinese stock ipo cell phone Pioneer car navigation model av1c-d1 Zelda xxx comics Craps tables Kansas laser eye surgery dental insurance individual plan hair loss on propecia Adult image gallery video clip Auto repairing viper alarms

12:22 AM  

Postar um comentário

Links para este post:

Criar um link

<< Home