29 setembro 2006

RETRATOS DO GOVERNO LULA





E A PERGUNTA QUE NÃO SE CALA !




(colaboração do Blog do Aluízio)

ME ENCONTREM NO "FRONT"...


Estou em "combate" !

Voltarei (ou não) dia 02/10, dependendo do resultado.

Sigam-me os PATRIOTAS !

Hasta la vitoria, siempre !

"O FUJÃO"



"Presidente que foge de debate mostra que prefere ficar escondido atrás de publicidade paga com dinheiro do povo em vez de ir para o ringue lutar em igualdade de condições."

É sério?




Não, não. Não se trata de alguém da “oposição” falando do Lula.


A frase foi dita em 1998, pelo então candidato Luiz Inácio Lula da
Silva, que agora foge de todos os debates.

"- Ei... Psiu... vem pro "ringue". Tá com medo de que, ô fujão!"

27 setembro 2006

CHURRASCO NO (DO) TORTO


Lula da Silva ficou surpreso ao verificar que havia um monte de sacas de cal ao lado da churrasqueira da Granja do Torto, e pergunta ao churrasqueiro "Duchão":

"- Quem pediu esses sacos de cal?"

" - O senhor!" (respondeu o "homem-chuveiro")

"- Eu?" (perguntou indignado...)

"- Sim, foi o senhor mesmo, companheiro presidente!"

" - Mas como você me acusa de uma coisa dessas, companheiro?"
Disse esbravejando e com os olhos esbugalhados quase saltando das órbitas, elegante, com sua face vermelha combinando com um terno Armani novinho.

"- Lógico!" Disse o "duchinha" (já se apequenando diante de mais um "esporro"), mostrando ao ilustre presidente o bilhete que o mesmo havia deixado para compras.

Estava claramente escrito: 102 quilo de CAL.

"- Mas você é iletrado mesmo, companheiro!" Respondeu Lula, babando de ódio com a ousadia do "petulante".

" - Eu apenas esqueci de pôr cedilha no C. É lógico que era ÇAL para o churrasco."

E prosseguindo:

"- E aonde você viu que era 102, seu retardado?"
"- Escrevi 1 ô 2 quilo, seu burro!"

25 setembro 2006

COMO FUNCIONA ?

A URNA ELETRÔNICA

As coisas (não) funcionam assim:
1) O mesário recebe o eleitor, com o título na mão;
2) O mesário digita o número do título do eleitor em um terminal LIGADO à urna eletrônica, que serve para liberar o aparelho para a próxima votação;
3) O eleitor digita o seu voto na urna eletrônica, e CONFIRMA;
4) Encerra-se a votação daquele eleitor.
Daí, fica meridianamente claro que estando o terminal liberador da votação ligado à urna eletrônica, e sendo digitado o número do título do eleitor, há uma VINCULAÇÃO entre o número do título e o voto digitado naquela operação.
O TSE diz que o programa da urna "embaralha" os votos. Mas se o programa embaralha, ele pode "desembaralhar", com a mesma facilidade.
Com a liberação da urna com o número do título (que não tem foto) e MAIS as impressões digitais, não há escapatória: o voto FICA identificado, inexoravelmente.
Agora, quanto a inauditabilidade das urnas eletrônicas.
Segundo cientistas, professores de grandes universidades (USP - Politécnica de São Carlos - , Federal de São Carlos, Federal de Santa Catarina, Federal do Rio Grande do Sul, Federal da Bahia, Federal do Rio de Janeiro, UniCamp, Federal da Paraíba, Federal de Pernambuco, Universidade Federal de Brasília- UnB -, Stanford, University of California - CallTech -, Harvard, Institute Politechnique - França -, Universität München, Universität Düsseldorf, e outras menos 'votadas') técnicos do mais alto gabarito, os programas(softwares) são facilmente passíveis de alteração, e a urna é passível de ataque externo SEM que o lacre seja rompido (pode ser aberta a urna e o lacre não rompe !!!).
O sistema operacional é um Windows mitigado.
O programa de coleta de votos e apuração tem 2 milhões e 420 mil linhas de programação, sendo que a inserção de APENAS 2 (duas !) linhazinhas pode ALTERAR O RESULTADO de uma eleição.
Digamos, por exemplo, que o programa seja alterado para que desvie somente 1 voto em branco (ou nulo) por urna, para um determinado candidato, ou legenda partidária. Só no Estado de São Paulo poderiam ser 85 mil votos "remanejados". Se os votos brancos e nulos forem 10%, como indicam séries históricas, seriam cerca de 16 milhões de votos nessa condição. Se o programa "quiser" apropriar-se de 10% dos votos brancos e nulos (e ninguém vai perceber isso, porque eles cairiam para 9%, dentro da margem de erro estatístico), então "apareceriam" 1 milhão e 100 mil votos para alguém, ou para algum partido.
Dá para eleger uns 20 deputados, com esse mar de votos. Quando a urna é ligada, o juiz eleitoral inocula nela o programa devotação, e a urna imprime uma lista, chamada de "zerésima". Essa lista indica que não há voto algum na urna. Ou, pelo nome, que existe 'zero' votos nela. Mas esse disquete pode conter o programa adulterado, que vai rodar durante o período do pleito. Desligada a urna, os votos são gravados no disco rígido dela, mas o programa APAGA-SE da memória. Ele só funcionou enquanto a máquina estava ligada. Pode, o programa, também auto-apagar as trilhas criminosas em um determinado horário. Por exemplo, dá-se um comando: "às 17:00h, delete linha 320", ou algo semelhante. A linha será apagada naquele horário (por exemplo, 1 minuto antes de terminar o período de votação), e não deixará pistas.
O grupo de discussão do voto seguro sugeriu que houvesse uma impressora acoplada a cada urna eletrônica. O eleitor digitaria o seu voto, que sairiaem uma fita na impressora. Conferindo se seria aquele mesmo, então o eleitor confirmaria na urna, e o voto impresso iria para uma urna de lona, para possível conferência, ou auditoria. O grupo sugeriu que 2% das urnas fossem auditadas. O TSE, a princípio, concordou, a lei eleitoral foi alterada para que os equipamentos tivessem esse acessório, e algumas urnas eletrônicas foram equipadas com esse tipo de impressora. Mas Nelson Jobim (porque sempre êle, hein?)acabou com a auditoria, alterando, novamente, a lei eleitoral, para remover as impressoras das urnas eletrônicas.
A "justificativa", ou desculpa, era contenção de custos dos equipamentos. Mas as urnas têm uma impressora, para emitir a "zerésima", de maneira que não se justifica a afirmativa de Jobim, 'o Inefável'.
Há uma curiosa constante em andamento: ninguém que conheça votará em Lula, nem conhece alguém que sequer conheça quem votaria em Lula...
Onde, então, os cidadãos reais que - segundo 'pesquisas' - tencionam dar a ”NoveDedos” 51% dos votos disponíveis? Inconsistência?
A única forma de garantir a honestidade das urnas é o acoplamento de uma impressora, que, aliás, já existe no aparelho mas que, por proibição de Nelson Jobim não deverá ser usada para imprimir votos. Você entendeu?
Jobim anulou a única maneira de garantir resultados honestos.
Por que?
Não haveria custos porque a impressora já está na máquina.
Se os resultados a favor da quadrilha podem ser garantidos por manipulação das urnas, por que não ir preparando os otários(todos nós) com pesquisas também manipuladas?
E se a vitória já tá garantida, por que se preocupar?
Começa a fazer sentido o descaramento com que se comportam?
Explica-se a confiança exuberante manifesta pelos comuno-petistas, não obstante a farta publicidade dada à sua canalhice?
Ou a alegria cínica que exibem, não obstante a geral repugnância que inspiram?
Vc também não acha uma desgraça que já não existam testículos sob o verde-oliva?
Que a mídia se mantenha quietinha, quietinha...?
Portanto, desligadas as urnas, o programa eleitoral, que é "volátil"(desligada a máquina, ele se apaga da memória) não mais serve para coisa alguma. Os votos gravados na memória serão aqueles que o programa (esse mesmo, que pode "afanar" votos) mandou gravar.
Assim, o que vai para o TSE(ou TRE) são os votos em disquete, tirados da memória volátil da máquina, e que serão os mesmos do disco rígido. Se foram "afanados", afanados ficarão.
Não dá para recontar, ou auditar, ou verificar, porque o 'programa eleitoral'(não o gratuito, da TV, mas o da urna) não funciona mais. Foi desligado.
Se houvesse o voto impresso, poder-se-ia fazer recontagem por amostragem, e a fraude, se existente, apareceria.
Os partidos políticos têm direito a verificar os programas das urnas eletrônicas, e o TSE marca, em todo pleito, uma sessão de conferência.
Assim, os partidos políticos, SEM equipamento algum, nem compilador (é um programa de checagem) de espécie alguma (que são proibidos pelo TSE), têm uma tarde inteira (veja só !) para verificar ... 2 milhões e 420 mil linhasde programação.
Ou seja: NÃO VERIFICAM coisa alguma, porque é ABSOLUTAMENTE INVIÁVEL, impossível !
Há alguns casos de fraudes detectadas, e o site do voto seguro(http://www.votoseguro.org) mostra para quem o visitar.
Para se ter uma idéia da possibilidade de fraude, Mário Covas foi ao segundo turno com Paulo Maluf, na eleição para governador, superando Martha Suplicy, que sempre esteve na frente dele nas pesquisas, por meros 78 mil votos. São Paulo tinha, naquela eleição, cerca de 85 mil urnas eletrônicas funcionando.
Não se está afirmando que houve fraude, mas isso não significa que deva ser descartado de plano.
Se houvesse o desvio de 1 voto por urna, naquela ocasião, seria o suficiente para tirar Martha do segundo turno, subindo o terceiro classificado.
Em uma campanha apertada, onde 2% de votos fazem a diferença (como em Santos, para prefeito em 2004, onde o atual prefeito venceu o PT por diferença de 1,8% .), e essa margem é a mesma da precisão estatística, as urnas podem mudar o panorama da eleição sem que ninguém perceba.
No Rio Grande do Sul, na última eleição para governador, Germano Rigotto estava em 5º lugar, com 20 dias para o pleito. Sagrou-se vencedor. Não se diga que houve fraude , mas a urna seria capaz de desviar votos para isso, sem sombra de dúvida.
Em Santana do Parnaíba, teve um candidato que votou com mais 6 parentes(inclusive a filha, a mãe e a mulher) na mesma sessão eleitoral.
Não teve voto algum.
Nem o seu !
Nem o de sua mãe !
O da mulher poderia não ter sido dado a ele, sabe como é !
Peça recontagem, e o TRE vai gravar novo disquete, do disco rígido da urna.
O resultado vai ser o mesmo, é óbvio !
Isso SE o tribunal deferir o (inútil) pedido de recontagem !Além de improvável deferimento, CASO aconteça, será totalmente inútil, pelos motivos expostos. Então, não há como se recontar os votos. Nem auditar as urnas. Nem verificar fraudes. Bush foi eleito, na primeira vez, com 1% de diferença, e nos Estados Unidos qualquer eleição com diferenças menores do que 2,5% (intervalo de precisão estatística) são, OBRIGATORIAMENTE, recontados, auditados.
É claro que no caso da primeira eleição do Bush tudo foi esquecido com o "atentado" de
11/09.
No nosso caso, NÃO É POSSÍVEL fazer qualquer tipo de auditoria.
Talvez porque aqui não haja roubo de votos, como naqueles locais atrasados do hemisfério norte, né?
Espero ter ajudado.

Ah, sim, uma última perguntinha: vc já tem passaporte?

24 setembro 2006

"O NOÇO MEÇIAS"




Domingo, 24 de setembro de 2006,
Lula fala em traição e diz que vence no 1º turno
Karla Cardoso
Direto de Sorocaba

O presidente e candidato à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), rebateu hoje as denúncias envolvendo o PT na divulgação de dossiê ligando os candidatos tucanos José Serra e Geraldo Alckmin à máfia das sanguessugas em comício em Sorocaba, no interior de São Paulo. O petista demonstrou confiança na vitória já no primeiro turno, no próximo domingo.
Após dizer que o "ódio que mandam contra mim é contra o povo", Lula se comparou a Cristo e falou em traição.
"Numa mesa de 12 pessoas, Cristo foi traído por um, mas mesmo assim ele não perdeu sua importância", disse o candidato.
Lula também defendeu que sua campanha presidencial é do povo, da "luta do trabalhador contra a elite".
Lula demonstrou confiança em vitória no 1º turno. "Nunca falei que ia ganhar no 1º turno por modéstia, mas a eleição está ganha no 1º turno", disse ele.
"Quem quiser ir para o segundo turno, terá que esperar até 2010", completou.
"Podem fazer denúncias, podem até fazer exames para saber o que eu fazia de errado quando eu era feto", afirmou o petista.
No comício em Sorocaba, Lula defendeu o projeto de educação que fornece bolsas para estudantes carentes no nível superior, o ProUni, e as mais de 2,5 mil bolsas distribuídas na região.
Ao deixar o palanque, na praça coronel Fernando Prestes, no centro de Sorocaba, Lula cumprimentou populares, mas não falou com os jornalistas presentes. O petista concentra esforços em São Paulo na última semana antes das eleições. No sábado, Lula fez comícios em Jacareí e Araraquara. Na próxima quinta-feira, ele faz um comício em São Bernardo do Campo. E na sexta-feira, Lula participa de carreata na capital paulista.
Redação Terra


Pronto!
Não precisamos de mais nada. Já temos ninguém menos que “o Messias”.
Bem aventurado este nosso país, que tem a liderá-lo o próprio “Enviado”.
Resta saber “enviado” por quem, pois segundo suas próprias palavras existe algo “maligno” dentro dêle.

23 setembro 2006

QUAL A ORIGEM DO DINHEIRO?


Começou com a Nariz Gelado.
Depois fui "convocado" pela Kika.
E todos os "blogs coligados" estão fazendo a mesma pergunta - comum a todos os brasileiros:

"Qual a origem deste dinheiro?"


Basta de embuste e empulhação !
Atenção TSE - Min Marco Aurélio - a lei é para TODOS !

22 setembro 2006

LULA, "O POSSUÍDO"


LULA DIZ QUE ESTÁ COM “UM DEMÔNIO NO CORPO”.


Em reunião com mega-empresários, realizada na noite da última quinta-feira (14 de setembro), o Presidente da República candidato à reeleição - Lula - declarou publicamente que tem um "demônio no corpo", que o está “tentando” para fechar o Congresso e implantar uma ditadura no País, ao estilo da que existe na China.

O curioso é que, uma semana antes, uma seita protestante, que se intitula "Assembléia de Deus", declarou apoio oficial à reeleição do "endemoniado candidato" (vejam aqui).

Lula se destacou em seu governo por defender o aborto, o homossexualismo e por uma corrupção nunca antes vista na história deste País. Agora, declarou, em uma reunião com influentes empresários, que tem um demônio no corpo.
Será que os pastores e "bispos" dessa "Assembléia" que se diz "de Deus" (vejam só onde os crentes colocaram o santo nome de Deus!), têm consciência de que, ao declararem apoio oficial a Lula, podem estar fazendo um pacto com o demônio?
Será que essa tal "Assembléia", que se diz "de Deus", também aprova o aborto, o homossexualismo e, principalmente, a corrupção escancarada e cínica?
Será que os pastores dessa "Assembléia", que se diz "de Deus", aprovam também uma ditadura como a da China, em que o cristão é condenado e morto?
Se é assim, são pastores falsos e maus, porque um bom pastor não entrega suas ovelhas para a morte; antes, "o Bom Pastor entrega a sua vida pelas ovelhas" (Jo 10,11).


Nesta reunião de empresários, em que Lula declarou "ter um demônio no corpo", estavam presentes:

Roberto Setubal (Banco Itaú)
Gabriel Jaramillo (Banco Santander)
Pedro Moreira Salles (Unibanco)
Eugenio Staub (Gradiente)
Paulo Cunha (Grupo Ultra)
Abilio Diniz (Supermercados Pão de Açucar)
Marcelo Telles (Cervejaria AmBev)
Brian Smith (Coca-cola)
Sergio Barroso (Cargill)
Marco Antonio Bologna (TAM)
Constantino Oliveira Junior (Gol)
Ivo Rosset (Valisère)
Josué Gomes da Silva (Coteminas)
Vicente Donini (Marissol)
Decio Goldfarb (Lojas Marisa)
Michel Klein (Casas Bahia)
Amarilio Proença de Macedo (J. Macedo Alimentos)
Milton Cardoso dos Santos Filho (Vulcabrás)
Salo Davi Seibel (Satipel)
Agnaldo Diniz Filho (Cedro Cachoeira)
Luiz Fernando Furlan (ex-presidente do Frigorifico Sadia)
Paulo Skaf (FIESP -- Federação das Industrias do Estado de São Paulo)
João Carlos Oliveira (Associação Brasileira de Supermercados)
Elcio Giacometti (Associação Brasileira da Industria de Calçados)
Synesio Batista (Abrinq - Associação Brasileira da Indústria de Brinquedos)
Helio Magalhães (Camara Americana de Comercio)


As reportagens jornalísticas abaixo transcritas sobre a reunião de Lula com os mega-empresários, em que o Presidente afirmou ter um "demônio no corpo" que o está "tentando" para fechar o Congresso e implantar uma ditadura como a da China, evidenciam mais um, e talvez o maior de todos, perigo que se aproxima com a concretização de sua reeleição.



Folha de São Paulo, domingo, 17 de setembro de 2006
“Durante jantar de plutocratas a que Lula compareceu na quinta-feira, o empresário Eugenio Staub perguntou-lhe como pretendia fazer, durante um segundo mandato, as reformas que julga necessárias. "Nosso Guia" respondeu: "Staub, não acorde o demônio que tem em mim, porque a vontade que dá é de fechar esse Congresso e fazer o que é preciso". Segundo Lula, o próximo Congresso será pior do que "esse que está aí", pois virá com Paulo Maluf e Clodovil. Expressando-se na sua língua franca, deixou mal a mãe de pelo menos 20 notáveis nacionais. A proposta golpista do demônio que Lula carrega consigo foi contestada pelos inúmeros convidados que a ouviram. Lula vê outro empecilho para o êxito do seu projeto: a imprensa. Nos últimos 50 anos, o coisa-ruim rondou três presidentes: Jânio Quadros, João Goulart e Costa e Silva. Nenhum deles concluiu o mandato. (Castello Branco e Ernesto Geisel fecharam o Congresso por poucas semanas.) Seja o que Deus quiser.”


O Estado de São Paulo, domingo, 17 de setembro de 2006

"A conversa corria animada, entre um grupo de empresários e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no jantar oferecido quinta-feira passada pelo Ministro do Desenvolvimento, Luiz Furlan, quando um dos presentes fez a pergunta crucial: o que seria preciso fazer para o Brasil crescer num ritmo maior, quem sabe no ritmo da China?
'Aqui é mais complicado', respondeu o presidente. 'A China é uma ditadura. Para fazer isso, só se eu fechasse o Congresso'.
Todos em volta riram. Imediatamente, de um lado e de outro, brotaram comentários de que isso não seria possível - mas todos passaram, no ato, a fazer fortes críticas ao atual Congresso. E o nível do próximo, a ser eleito daqui a duas semanas, na opinião geral não deverá ser melhor. O presidente lembrou que, entre outros eleitos, lá estarão figuras como Paulo Maluf e Clodovil. Em seguida, porém, trouxe à lembrança a frase famosa de um cacique da política nacional, Ulysses Guimarães. 'O dr. Ulysses já dizia: ruim com os políticos, pior sem eles', ponderou Lula.
(...)
Além da inesperada menção à idéia de que o País só cresceria se o Congresso fosse fechado, Lula explicitou sua vontade de reduzir impostos - ele disse ter uma disposição de baixá-los em 10%, quem sabe ainda antes das eleições. 'Até o (ministro Guido) Mantega (da Fazenda) está achando que estou sendo muito agressivo', avisou em seguida."


Lula recebe apoio formal de Assembléias de Deus

O presidente e candidato à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), recebeu hoje o apoio oficial da Convenção Nacional das Assembléias de Deus à sua candidatura à reeleição. "Vamos somar todos os esforços para que saia vitorioso no primeiro turno, sem a necessidade de flexionar o governo. Deve-se dividir tarefas, não o poder", afirmou o bispo Manoel Ferreira, presidente da Convenção, na abertura do encontro no Rio de Janeiro.
A decisão de estabelecer um apoio formal a um candidato nas eleições de outubro foi definida pela diretoria das Assembléias de Deus em julho. "Achamos que vossa excelência é o homem que mais se identifica com os pobres, suas origens pesaram muito no nosso julgamento", afirmou bispo Ferreira.
O presidente Lula foi bastante aplaudido pelos cerca de dois mil pastores e líderes religiosos que participam da convenção. "Estamos aqui nesta convenção para solenizar o apoio e pedir o esforço de todos, nos 27 Estados, para que toda a nação seja vitoriosa em 1º de outubro com a sua reeleição", salientou o bispo.



Se você preza a sua vida, a sua liberdade, se você é um cristão temente a DEUS (o Verdadeiro e Único), discuta este assunto com a sua família, com os seus amigos, em seu local de trabalho, estudo e, até mesmo, em sua Igreja.
Ainda temos tempo de exorcizar esse demônio.
Xô, satanás!

21 setembro 2006

QUESTÃO DE PRIORIDADE, APENAS


O assunto mais efervescente é o "Dossiê Freud", indiscutivelmente. Mas como este assunto não se esgotará nesta semana, adiarei minha opinião sobre o tema para postar algo que considero inadiável (e, ao mesmo tempo, abominável): trata-se do verdadeiro terrorismo autoritário e odioso que vem sendo desencadeado contra a jornalista Alcinéa Cavalcante do Amapá protagonizado pelo jurássico "coroné bigodòn".
Conforme citação em seu último post no blog, está sob liminar judicial impelida a retirar postagens contendo reproduções da capa da Revista VEJA, sob pena de pagar multas sucessivas de R$ 10.000,00.
O blog, exercendo o direito inalienável de todo e qualquer cidadão brasileiro de livre pensamento e livre expressão, condena este terrorismo ideológico e se alia a campanha nacional em defesa da liberdade de expressão dentro dos limites constitucionais.

Portanto: XÔ SARNEY, XÔ LULA, XÔ CHAVEZ, XÔ EVO, XÔ SATANÁS!

20 setembro 2006

"ÓIA O NIVER..."


LIVRO SOBRE LULA... QUE NÍVEL!

É esse "o estadista" que os brasileiros querem reeleger?

Dez trechos do recém-lançado livro "Viagens com o Presidente", .

O livro foi escrito pelos jornalistas Eduardo Scolese (Folha de SãoPaulo) e Leôncio Nossa (Estadão) que atuam no Comitê de Imprensa do Palácio do Planalto.
Os episódios sucedem-se aos montes no relato feito pelos dois jornalistas de algumas das 423 viagens que Lula fez desde sua posse até abril passado, das quais 91 para o exterior. Em 36 meses de governo, Lula visitou, em média, um município a cada quatro dias.

1. Nas viagens internacionais, logo no início do trajeto de volta ao Brasil, Lula costuma chamar o Ministro Celso Amorim e um Oficial da Aeronáutica à sua cabine e, com a ajuda de um grande mapa-múndi, trata de ficar imaginando quais poderiam ser os próximos paises a serem visitados. A rotina, então, é questionar Amorim sobre as características dos países apontados por ele no mapa e ao militar pergunta a respeito das questões técnicas das rotas imaginadas, como escalas e trajetos viáveis à aeronave.

2. Numa tarde de calor infernal, o presidente Lula estava suado, abraçando e beijando admiradores numa cidadezinha da Bahia, e pediu uma toalha, com urgência! O ajudante de ordens ouviu e saiu meio desajeitado, lento, e Lula, irritado, comentou: "Olha o bundão, lá vai o bundão pegar a minha toalha". Ninguém estranhou. O governo mal começava, mas o descaso com as boas maneiras já era rotina no Planalto.

3. "- Cadê as cartilhas, porra?" Esbraveja o Presidente da República. O ajudante de ordens tenta se desculpar. O Presidente está uma fera, elevando o tom da voz na frente de todos. Vermelho de raiva, Lula grita ao funcionário: "-Como é que não trouxe as cartilhas, seu incompetente?"

4. Tá vendo? Eu não tenho mesmo curso superior, mas quem carrega papel para mim tem... todos eles têm curso superior, disse Lula a um ministro, depois de receber um discurso das mãos de um assessor.

5. Numa audiência com a Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, na época em que o governo começava a discutir a transposição de parte das águas do Rio São Francisco, o presidente ouve atentamente a opinião contrária dela e os argumentos favoráveis dos técnicos das empreiteiras. Após ouvi-la, Lula consola a Ministra: "-Marina, essa coisa de meio ambiente é igual a exame de próstata, não dá para ficar virgem a vida toda. Uma hora eles vão enfiar o dedo no cu da gente. Então, companheira, se é para enfiar que enfiem logo!"

6. No final do primeiro ano de governo, Lula vai ao Egito e visita o Museu do Cairo. Naquele dia, o primeiro comentário ocorre quando é informado de que a tumba do faraó Tutancâmon foi a única entre as dos imperadores egípcios a resistir aos ataques de saqueadores: "- Veja desde quando vem o crime organizado!" A seguir, é a vez da primeira-dama soltar a sua apreciação, ou ouvir do guia que os egípcios seguiam setenta mandamentos, e não apenas dez: "-Imagine, setenta. É muito pecado!"

7. Lula, durante viagem ao Japão, a um assessor que queria fazer-lhe um relato das atividades da CPI dos Correios, nesse dia: "-Deixa eu te dizer uma coisa, meu caro. É o seguinte. Se você tiver que dar uma noticia ruim a um companheiro, não faça isso à noite, pelo amor de Deus. Se tiver passado das nove da noite, primeiro que não vai ter tempo para resolver mais nada naquele dia, e segundo, você ainda vai fazer o favor de estragar o sono do companheiro. Ele não vai conseguir dormir mais com aquela coisa martelando na cabeça." O Presidente olha o assessor e solta mais uma preciosa dica: "-Ah, e de preferência também não dê uma notícia ruim a um companheiro pela manhã. Não dê, não dê. Isso vai fazer o companheiro começar o dia num baita mau humor. É horrível!"

8. Na viagem que fez à Bolívia em janeiro de 2006, Lula fica irritado ao ler um artigo de jornal que aponta algumas falhas na política agrária do governo federal: "-Tem que mandar esse cara aqui tomar no cu. A gente aumenta o número de contratos da agricultura familiar, faz uma reforma agrária de qualidade e investe no agronegócio e ainda tem que ler isso aqui?" - Ao notar o silêncio dos assessores, Lula prossegue o ataque." - Num caso como esse não tem jeito, meus caros, não tem jeito. Tem que mandar tomar no cu mesmo, não tem outro jeito."

9. Numa sessão de cinema, no Palácio da Alvorada, num dos raros momentos em que o Presidente se dispõe a bater papo com senadores e deputados, ele foi questionado, em tom de brincadeira, pela senadora Ana Julia Carepa, do PT paraense. "- Presidente, diga para nós. O que existe de fato entre o senhor e o governador sergipano João Alves?" Lula: "-Eu sempre quis foder o João Alves. Já fiz aliança com todo mundo lá, com o Albano Franco, com o Almeida Lima. Eu faço aliança com qualquer um para foder o João Alves. Esse eu quero foder de qualquer jeito."

10. Na suíte presidencial de um hotel de Georgetown ao receber de um assessor o texto do discurso que fará sobre o combate mundial à fome. Diante do Ministro Celso Amorim e de funcionários do Palácio do Planalto e do Itamaraty, o presidente folheia rapidamente a papelada e arremessa a metros de distancia: "-Enfiem no cu esse discurso, caralho! Não é isso que eu quero, porra! Eu não vou ler essa merda. Vai todo mundo tomar no cu!!!"

E alguém pretende reelegê-lo? Deveriam ter vergonha.


"Quando os HOMENS vivem sem uma AUTORIDADE para impor RESPEITO, a VIDA se transforma numa GUERRA de todos contra todos! Não há lugar nem para o TRABALHO, pois seus frutos são incertos. E o que é pior: haverá sempre o MEDO e o RISCO da morte violenta. A VIDA do HOMEM é pobre, triste, sem esperanças, BRUTA, e curta!"


THOMAS HOBBES

18 setembro 2006

O NEO-STALINISMO

Como se não bastassem as demais evidências, agora temos mais uma que desmistifica o sinistro plano do partido que pretendia se perpetuar no poder.
A exemplo de seus ícones grotescos e sanguinários, a “esquerda brasileira” representada pelo “operário-no-poder”, com sua peculiar “sensibilidade troglodita e esmêro paquidérmico nas palavras”, resolveu atacar a classe médica brasileira, justamente na “zelite” desta – vale dizer – na personificação de um de seus representantes mais ilustres – o Dr Adib Jatene.
Abaixo transcreve-se a matéria sobre o tema:

“ MANIFESTO DOS MÉDICOS CONTRA ATAQUE DO PRESIDENTE



Esse Lula não precisa da ajuda de ninguém para provar que é um idiota. Talvez seja essa a única característica da personalidade na qual o apedeuta se mostra muito eficiente.

Lula disse que pacientes do Doutor Jatene o procuram para morrer confortavelmente.

Um manifesto da classe médica – com assinaturas colhidas no país inteiro – contesta o conceito difundido por Lula de que os pacientes procuram os médicos para morrer e não para curar-se e que os erros da medicina são a regra e não a exceção.

Lula fez a declaração na semana passada em São Paulo e mostra sua visão preconceituosa da medicina, dos médicos e da assistência médica em geral.


Enquanto o Palácio do Planalto procura – através de jornalistas ligados ao governo – minimizar o episódio, admitindo que Lula fala demais e pensa menos, o discurso do Presidente, em cerimônia oficial, provoca indignação crescente entre os médicos.

O principal ofendido – o médico Adib Jatene, o mais importante cirurgião brasileiro – citado por Lula como exemplo de que o paciente , vítima de um erro dele, "morre feliz" por ter sido operado por ele , constrangeu-se em protestar. Mas seus colegas médicos e principalmente os pacientes que se beneficiaram da sua técnica e competência excepcionais na área da cardiologia, consideram importante desagravá-lo da gratuita agressão de Lula.

O caso mostra o desprezo de Lula pelos médicos e o abandono do Ministério da Saúde, que só se destaca pelos escândalos.

Aposto como ele não tem esse desprezo pelos empresários da Ambev, pelos fabricantes de destilados, pelos donos de boteco, pelos agitadores do MST, pelos sanguessugas e pelos corruptos do mensalão...”


O controle da mídia, o "Estado-mamute", a desconstrução dos poderes republicanos e democráticos, as mentiras que se tornam verdades, o estado-policial à serviço de um regime, as mortes de desafetos e "inimigos políticos", são algumas outras evidências daquilo que se mostra como o "neo-stalinismo" à brasileira que alguns ainda insistem em não enxergar.
Qualquer paralelismo do recente episódio com o “Golpe dos camisas-brancas” proporcionado por Joseph Stálin, é "mero exercício elucubrativo".

Será?

17 setembro 2006

FRASE DO DIA

"AO VOTAREM PELA SEGUNDA VEZ NO MAIOR FARSANTE DE TODA A HISTÓRIA POLÍTICA BRASILEIRA, PASSAM DA CONDIÇÃO DE ELEITORES À DE CÚMPLICES, CONSCIENTES DA LAMENTÁVEL DESAGREGAÇÃO ÉTICA E MORAL QUE ASSOLA O PAÍS!"
Carlos Verezza (seção "Cartas dos Leitores" - O Globo)

16 setembro 2006

“FORREST – LULA” (ou MACUNAÍMA GUMP, tanto faz)


por: Wagner Valenti


Todos conhecem o filme Forrest Gump, que narra a história de um imbecil que sobe na vida auxiliado por circunstâncias absurdamente favoráveis.

Pois nós brasileiros temos aqui o “nosso” Forrest Lula (ou Macunaíma Gump - by Nat), pelas razões abaixo apresentadas.

1) Elle pensa que chegou a presidente pela competência, mas foi por uma junção entre sua persistência malufiana e o "mudancismo" do eleitor, que só pelo desejo de mudar, nem se sabe o quê, vota alternadamente em candidatos como Collor e Maluf, e depois em Lula & companhia.

2) Elle pensa que é respeitado lá fora, mas não passa de uma curiosidade zoológica, como o mico-leão dourado. A esquerda romântica de lá acha lindo um operário do terceiro mundo ter virado presidente: Se ele é competente ou não, o terceiro mundo que se dane. Ele recebe essa corda toda e acredita.

3) Elle pensa que trouxe programas sociais, mas a única coisa que o PT fez foi proteger os terroristas sem-terra, e transformar o bolsa-escola em bolsa-esmola.

4) Elle pensa que faz sucesso com a imprensa, mas na verdade contou, pelo menos até os recentes escândalos, com uma imprensa domesticada e cordial.

5) Elle pensa que não existe ninguém que possa questioná-lo tanto em ética quanto em política, mas isso só acontece por que ele nunca se expôs a entrevistas coletivas sérias, com jornalistas especializados, onde teria de dar uma satisfação objetiva de seu desempenho.

6) Elle pensa que é imune a essa crise porque seu percentual de aprovação ainda é alto, mas as pessoas que ainda confiam nele são aquelas tão avessas à leitura quanto seu presidente, e por isso nem sabem o que acontece.

7) Elle pensa que é responsável pelo sucesso da política econômica, mas isso aconteceu porque a diretriz econômica foi a única herança do governo anterior que ele não estragou.

8) Elle pensa que causou o aumento das exportações, embora isso tenha sido conseqüência de uma série de fatores anteriores a seu governo, mais as circunstâncias favoráveis no cenário internacional.

9) Elle pensa que não sofrerá impeachment por estar acima de tudo o que acontece, embora Collor tenha sido defenestrado por muito menos. Na verdade, ele só vai ficar lá porque não interessa a ninguém transformá-lo em mártir, dando-lhe chance de retornar à cena política, ao mesmo tempo que ninguém quer ver o escroto do Alencar tomar o poder e arruinar a política macro-econômica.

Clique aqui e assista ao filme .

Wagner Valenti é professor da USP
Departamento de Biologia Aplicada

15 setembro 2006

SABEDORIA POPULAR (3)

“Quem muito se abaixa, o ... aparece.” (dito popular)

Decisão boliviana prejudica investimentos da Petrobrás


O presidente da Bolívia, Evo Morales, assumiu o controle das refinarias administradas por empresas estrangeiras, desrespeitando os contratos mais uma vez. O governo boliviano passa, com isso, a comercializar o gás de cozinha e outros derivados de petróleo. A decisão do governo Evo Morales pode inviabilizar a presença da Petrobras na Bolívia, que é a maior parceira dos bolivianos no setor e o maior importador de gás.
O texto do decreto determina que o dinheiro vindo dos clientes estrangeiros das refinarias passa a ir direto para a estatal YPFB.
Além disso, determina que todos os contratos já firmados entre as concessionárias e seus clientes internacionais devem ser revistos.
A decisão provocou surpresa entre a diretoria da Petrobras. Depois de cinco meses de negociações sobre como funcionariam as refinarias nas mãos das concessionárias estrangeiras, o governo da Bolívia decretou a exclusividade na exportação de petróleo e gás liquefeito para a YPFB.
"A Petrobras manifesta seu desacordo com a medida do ponto de vista legal, operacional e financeiro, já que isso inviabiliza totalmente os negócios de refino da companhia no país", disse a empresa, em um comunicado.
A Petrobrás tem duas refinarias no país: uma em Cochabamba e outra em Santa Cruz de la Sierra. Pelas novas regras, a empresa passaria a ser apenas uma prestadora de serviços. Sozinha, a Petrobrás é hoje responsável pela produção de toda a gasolina consumida pelos bolivianos e contribui com 22% dos impostos arrecadados no país.
Redação Terra



Pois aí temos o resultado da conspiração tramada contra o patrimônio do povo brasileiro, da qual Ignorantácio Molusco da Silva é protagonista.
O Ministério das Relações Exteriores mudo e com o “rabinho entre as pernas”, as Forças (?) Armadas manietadas e ineptas, o povo subornado com as “esmolas-oficiais” e a quadrilha liderada por Ali Babá Molusco entregando o país aos “dinossauros esquerdistas” da América do Sul.
Resta agora aguardarmos onde será erigido o “monumento” com o busto do guerrilheiro doidão, aprendermos a cantar o “novo Hino Nacional” e aplaudirmos a “nova Bandeira” que será criada: é a URSAL (uh... uuuhhh!!!)!

13 setembro 2006

BRASIL - O PARAÍSO DOS BANCOS

Lucro dos bancos cresce 40% em um ano, diz BC
Quarta, 13 de Setembro de 2006, 9h09
Fonte: Investnews


Os 50 maiores bancos brasileiros registraram um crescimento de 40,3% no lucro líquido em um ano, segundo ranking do Banco Central (BC), relativo ao primeiro semestre deste ano. O lucro deste universo de instituições, que representam 84% do sistema financeiro brasileiro, ficou em R$ 17,4 bilhões no período, ante R$ 12,4 bilhões nos primeiros seis meses de 2005.
Os ativos totais somavam R$ 1,536 trilhão em 30 de junho, um crescimento de 19,9% em relação aos R$ 1,282 trilhão no mesmo mês do ano passado. O patrimônio líquido passou de R$ 118,7 bilhões para R$ 132,2 bilhões; e os depósitos totais, de R$ 563,3 bilhões para R$ 662,5 bilhões.
A rentabilidade também cresceu bastante, de 20,9% para 25,4%. O ranking do BC, que classifica as instituições pelos ativos totais menos intermediação financeira, ficou inalterado em relação ao que era há um ano e há seis meses. Nos primeiros dez lugares, permanecem Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú, Unibanco, Santander Banespa, ABN Amro Real, Safra, HSBC e Banco Votorantim.


É este o “governo dos pobres”, dos “trabaiadô” ?
Alguém ainda crê nisso ?

12 setembro 2006

O QUÊ É, O QUÊ É (2) ?


Qual é o partido???...



PARA SER DESTE PARTIDO É PRECISO...........



Essencialmente, ser ator. E bom ator.
Representar o papel do bom-mocinho, sendo o bandido.
Posar de intelectual para defender o desastre socialista.
Fingir que inaugura obras realizadas por outros governos.
Reduzir o orçamento da saúde e afirmar que a saúde pública é “quase perfeita” .
Reduzir o orçamento da segurança pública e oferecer ajuda para combater os criminosos.
Usar eufemismos cínicos para disfarçar crimes.
Comprar apoio político com dinheiro público.
Defender governantes estrangeiros em detrimento dos interesses do país.
Defender companheiros corruptos e mantê-los no governo e no partido.
Ameaçar os órgãos da imprensa e jornalistas que denunciam o partido, e, ao mesmo tempo, “adoçar a boca” daqueles que são “chapa-branca” .
Expulsar parlamentares que respeitam as regras e princípios históricos do partido.
Quebrar ilegalmente o sigilo bancário de cidadãos .
Proteger o sigilo bancário de companheiros “bons pagantes”.
Fingir que está apurando as denúncias contra companheiros, enquanto as obstrui.
Obrigar idosos a ir para as filas do INSS de madrugada.
Gastar milhões do dinheiro público em cartões de crédito, sem ter direito a isso.
Fingir que não sabe, não ouviu e não viu nada.
Apoiar os dinossauros esquerdistas que só aumentam a miséria em seus países .
Aparelhar os órgãos públicos com os companheiros ineptos .
Fingir que defende os pobres enquanto enriquece ainda mais os ricos.
Desviar dinheiro da educação, fomentando a “dependência social” com esmolas oficiais.
Mentir que conservou as estradas do país, quando só ficou no “tapa-buraco”.
Gastar rios de dinheiro, com propaganda oficial enganosa, enquanto manipula o Congresso com “mensalões”.
Apoiar grupos criminosos, invasores e destruidores da propriedade alheia, e trombetear que está realizando a “reforma agrária”.



Qual é o ParTido ?

11 setembro 2006

"SABEDORIA POPULAR (2)"

Continuação da série: "Uma imagem vale mais que mil palavras."





* recebida por e-mail.

07 setembro 2006

7 DE SETEMBRO



Minha pátria é como se não fosse”.

Se o Poetinha estivesse aqui, reafirmaria sua vontade de chorar e a sensação de fragilidade infantil da nossa pátria.
Fragilidade sim, porque é escrava de seus filhos desavergonhados e, como mãe, ainda os acolhe e protege.
Nossos somos seus filhos e ela é infantil em sua incapacidade de compreender as correntes lodosas que a estão submergindo. Infantil na medida em que a maioria dos seus filhos é ignorante, cega e, por isso, muda, inerme. Infantil porque, diante da força de seus inimigos, encolhe-se e se esconde.

Choro de saudades da minha pátria”.

Choramos todos diante da pátria aviltada, preterida em nome de ideólogos do caos esquerdista e seus lacaios, porque aqueles não existem sem esses. Pátria, pátria, onde estão seus filhos ridiculamente, lindamente verde-amarelos que trabalham por si? Foram todos levados, foram todos comprados pela maré vermelha?

A minha pátria é desolação de caminhos, a minha pátria é terra sedenta...

Nos versos do Poetinha a nossa contemporaneidade: o deserto, a morte, a falta de homens de bem, de homens corajosos à frente dos destinos da patriazinha indefesa, diante do fim da ética, morrida de morte matada por seus espúrios filhos que a renegam todos os dias em proveito próprio.
Nestes tristes versos, a sede da pátria amada. Sede de futuro, mas, principalmente de presente, de desenvolvimento agora, de seriedade agora, de justiça, agora. Sede de vergonha na cara para os seus filhos que assumem desavergonhadamente que a ética é lixo e, como tal, deve ser desprezada.
Acorda minha pátria!
Levanta do teu berço esplêndido e coloque o teu bloco de cidadãos na rua para derrotar a mentira contumaz, para expulsar os corruptores, os ladrões do seu sangue, do seu suor, de suas esperanças.

Chega de libertas quae será tamen.
Queremos liberdade e moralidade hoje, neste que já foi o seu dia.
Levanta-te minha Pátria.
OBS.: os textos ente aspas são do poema Pátria Minha, de Vinícius de Moraes.
Saramar Mendes

05 setembro 2006

SABEDORIA POPULAR

"Uma imagem vale mais que mil palavras." (dito popular)














Seriam estas, porventura, as imagens daquilo que conhecemos como "CONSPIRAÇÃO" ?

04 setembro 2006

'O FUJÃO'

"Presidente que foge de debate mostra que prefere ficar escondido
atrás de publicidade paga com dinheiro do povo em vez de ir para o ringue lutar em igualdade de condições. “


Não, não. Não é alguém da “oposição” falando do Lula.


A frase foi dita em 1998, pelo então candidato Luiz Inácio Lula da
Silva, que agora foge dos debates.


02 setembro 2006

"MENSAGEM PARA UMA SOCIEDADE DOMINADA"


O fim...


Se você não tem discernimento para saber o que está acontecendo no seu país, e nem lutar pela sua salvação das mãos dos fascistas – depois do outubro vermelho – você merece continuar vivendo vestido de palhaço e imbecil, ser explorado, e ficar mergulhado nesse pântano fétido dominado por um sapo barbudo que foi beijado pela princesa democracia para ascender ao poder, mas, vergonhosamente, traiu todos os princípios que sempre defendeu, demonstrando que não passa de um sórdido filho do ovo da serpente do fascismo corrupto, sócio dos donos do capital que exploram e escravizam os excluídos, massa de ignorantes “educados” para aceitar sempre serem subalternos das elites dirigentes genocidas, que fazem do capitalismo selvagem um meio de preservação do Estado como instrumento de covarde exploração da absoluta maioria de seus súditos otários e palhaços do Circo do Retirante PiTóquio.


Os motivos...


Imaginem uma sociedade que aceita trocar o desenvolvimento auto-sustentado que gera empregos e aumenta a renda, por um programa assistencialista preservador da pobreza e aliciador de eleitores, que mantém mais de 50 milhões de cidadãos excluídos reféns do Estado corrupto e corporativista-meliante.


Imaginem um país em que o Estado se encontra controlado por mais de cinqüenta mil militantes do poder político fascista dominante, que estão enriquecendo com o fruto da manipulação espúria do poder público em benefício próprio.


Imaginem um país que tem um presidente que se comportou ao longo do seu mandato à semelhança de uma absoluta fraude como ser humano e como político.


Imaginem um país que tem um presidente pseudo-estadista que se declarou um deficiente físico mental-auditivo-percetivo pelo fato de que em nenhum momento diz ter tomado conhecimento, ter visto, ou ter ouvido falar, de grotescos e sistemáticos escândalos de corrupção gestados, acompanhados e controlados, pelos seus melhores amigos e companheiros de partido, que se reuniam em frente sua sala de descanso (pois é um presidente-apedeuta que não trabalha), e foram denunciados formalmente como pertencentes a uma organização criminosa, mas que nunca serão presos.


Imaginem um país que tem um presidente estelionatário, um "príncipe da política prostituída" , que passou todo o seu mandato mentindo e se colocando como cúmplice omisso da corrupção e do corporativismo meliante, esquecendo de governar e se dedicando apenas em tentar sua reeleição e conseguir executar seu projeto de poder perpétuo.


Imagine um país em que o poder público declara que a Previdência está falida e permite que os cidadãos morram na fila de espera dos hospitais públicos, mas que somente com os impostos criados para pagar esta previdência, se usados para a sua finalidade legal, e não desviados, resultariam em um superávit de mais de 70 bilhões de reais.


Imagine um país que não tem dinheiro para investir em educação, segurança pública, saneamento e na capacidade produtiva do país para fomentar o crescimento auto-sustentado, mas paga acima de 160 bilhões de reais de juros por ano aos banqueiros e aplicadores dos títulos públicos.


Imaginem um país que é controlado por um Estado absolutamente dominado pelo corporativismo mais sórdido entre os poderes da República, que determina que um corrupto da corte do "Ali-Babá-Botox" somente pode ser preso se os paradoxais princípios corruptos dos canalhas, prestadores de serviços da prostituição da política, forem atendidos; “não é permitido condenar um réu culpado confesso que não pode ser condenado” porque o próprio Estado não permite que o mesmo seja corretamente investigado, sendo as obviedades e as evidências dos seus crimes simplesmente desconsiderados.


Imaginem um país no qual algumas ratazanas dos porões do fascismo, representantes da classe dos artistas, acadêmicos, etc. ao perceberem o barco da democracia ser afundado pelos corruptos, saem de suas tocas imundas dizendo que os fins justificam os meios e fazem apologia pública da falta de ética, da imoralidade e do mau-caratismo nas relações políticas, apenas pelo fato de que “seu homem” tem grandes chances de ser reeleito.


Imaginem um país onde um juiz manda soltar ladrões de melancia tendo uma de suas motivações o fato de que os líderes dos bilionários ladrões da máfia corrupta que assalta os contribuintes são protegidos pela própria Justiça.


Imaginem um país em que empresários têm medo de não comparecer às reuniões promovidas pelo "Ali-Babá-Botox" para não serem perseguidos pelos fiscais do Estado assinando em baixo de que todos têm receio de verem descobertas suas falcatruas.


Imaginem um país em que seu Parlamento não passa de um covil de ladrões e prostitutos da política que recebem salários e mordomias milionários e que ainda pagam putas de zona para fazerem festa de distribuição do dinheiro roubado dos otários e imbecis contribuintes.


Imaginem um país em que o próprio presidente é descaradamente o líder da revolução que depôs todos os valores morais e éticos que deveriam ser base de sustentação da ação dos poderes públicos, colocando em seu lugar a meritocracia da meliância em que o mais valoroso dos homens é aquele que consegue roubar mais o contribuinte e mentir mais para os eleitores, ele próprio dando sistemáticos exemplos de obviedades e evidências do que significa ser um mau-caráter, hipócrita e leviano.


Imaginem um país onde os chefes das Forças Armadas e das forças civis aceitam ser subordinados à influência de uma organização criminosa mafiosa, e concordam pela cumplicidade da omissão em entregar sua pátria pacificamente nas mãos de um Estado Comunista de Direito.


Imaginem um país em que sua maior rede de televisão sempre se comporta como sócia dos poderes constituídos e como um instrumento sistemático de tele-alienação coletiva, devedora refém do poder público, produtora de novelas de horário nobre que fomentam a destruição da instituição familiar e de todos os valores morais e éticos da sociedade, em nome de uma liberdade de expressão corrompida e de um modernismo mundano que agride frontalmente crianças e adolescentes em fase de formação de caráter e personalidade.


Imaginem um país em que torcedores têm a “coragem” da covardia de agredir por motivos banais e matar outros torcedores de futebol, mas não tem a mesma coragem para salvar seu país, enfrentando os fascistas que os farão escravos de um Estado Comunista de Direito ditatorial, autocrático e autoritário.


Imaginem um país em que a sociedade fica apática ao perceber uma bandeira vermelha de estrela única sendo colocada no lugar de sua bandeira nacional.


Para não esquecer...


Se você não tem discernimento para saber que país é este e nem lutar pela sua salvação das mãos dos fascistas, depois de um outubro qualquer você merece continuar vivendo vestido de palhaço e imbecil, ser explorado, e ficar mergulhado nesse pântano fétido dominado por um sapo barbudo que foi beijado pela princesa democracia para ascender ao poder, mas vergonhosamente traiu todos os princípios que sempre defendeu, demonstrando que não passa de um sórdido filho do ovo da serpente do fascismo corrupto, sócio dos donos do capital que exploram e escravizam os excluídos, massa de ignorantes “educados” para aceitar sempre serem subalternos das elites dirigentes genocidas que fazem do capitalismo selvagem um meio de preservação do Estado como instrumento de exploração da absoluta maioria de seus súditos otários, palhaços do Circo do Retirante PiTóquio.


Mensagem às pessoas de bem...


"Uma nação pode sobreviver aos idiotas e até aos gananciosos. Mas não pode sobreviver à traição gerada dentro de si mesma” (Cícero), fruto da covardia e omissão de seu próprio povo e provocada pela liderança carismática-corrupta de canalhas.


por: Geraldo Almendra